Sobre tudo o que você queria ouvir ... ou não?

sábado, janeiro 07, 2006

Estados de Espírito 16...

Música : Ode to my Family

Álbum : No need to argue

Artista/Banda : The Cranberries

Ano : 1994

Editora : Island



download :





Ode to my Family

Understand the things I say
Don’t turn away from me
Cause I spent half my life out there
You wouldn’t disagree

D’you see me, d’you see
Do you like me,
do you like me standing there

D’you notice, d’you know
Do you see me,
do you see me
Does anyone care

Unhappiness, where’s when I was young
And we didn’t give a damn
cause we were raised
To see life as a fun and take it if we can

My mother, my mother she hold me
Did she hold me, when I was out there
My father, my father, he liked me
Ol he liked me, does anyone care

Understand what I’ve become
It wasn’t my design
And people everywhere think
Something better than I am

But I miss you, I miss’cause I liked it,
I liked it
When I was out there

D’you know this, d’you know
You did not find me, you did not find
Does anyone care

Unhappiness was when I was young
And we didn’t give a damn
cause we were raised
To see life as fun and take it if we can

My mother, my mother she hold me
Did she hold me, when I was out there

My father, my father, he liked me
Ol he liked me, does anyone care

Does anyone care...


Para a minha mãe, Maria Fernanda Moreira


Abraço!

9 Comments:

Blogger Woman Once a Bird said...

Bem, já não ouvia isto há tanto tempo...
Danke!

sábado, janeiro 07, 2006 1:30:00 da tarde

 
Anonymous Geni said...

Ui, que optima surpresa! The Cranberries e especialmente esta música marcaram uma fase muito particular da minha vida. Apesar que, muitas vezes me terem trazido um gosto amargo pela nostalgia de outrora, hoje ouço esta música com um sorriso nos lábios. Ouço-a na sua plenitude... adoro! Boa escolha Bruno! ;)

sábado, janeiro 07, 2006 2:28:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Esta música pretende mesmo significar o estado de espírito que o seu título apresenta! É uma ode à minha família, que nem sempre são o que queremos, e nem eles são o mesmo para nós! Mas basta às vezes alguém ceder para que as coisas mudem! É bom ouvir algum deles dizer que gosta de nós! Este estado de espírito é para eles e porque vale a pena lutar por eles! Mesmo que não nos entendam, podemos ter a capacidade de os fazer muito felizes! E não é tão difícil como parece!
Beijos!

sábado, janeiro 07, 2006 5:41:00 da tarde

 
Anonymous Aristóteles said...

Como é que se faz aquele sorriso com sinais de pontuação?. Ah! :)

segunda-feira, janeiro 09, 2006 10:15:00 da manhã

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Uma abraço para ti aristóteles

segunda-feira, janeiro 09, 2006 8:08:00 da tarde

 
Blogger Fil said...

E pa grandes mudanças por aqui, foto, nome ... fixe.
Bem, The Cranberries, nao sao propriamente o tipo de banda que oussa, mas se e uma ode a tua familia ate percebo.

terça-feira, janeiro 10, 2006 4:27:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

ó regressada fil, como vai?
eu gosto muito deste álbum de Cranberries, é o único aliás! Tem músicas simples mas muito bonitas, tirando o Zombie, que é música que acho que já ninguém consegue mesmo ouvir!

quarta-feira, janeiro 11, 2006 1:38:00 da manhã

 
Blogger O Puto said...

Gosto mais do primeiro. Mas este tb o ouvi muitas vezes na altura, por culpa da minha irmã mais nova. Uma ode à família é sempre benvinda quando merecida.

quinta-feira, janeiro 12, 2006 3:01:00 da manhã

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

E esta é... muito mesmo!
Abraço!

quinta-feira, janeiro 12, 2006 7:12:00 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home