Sobre tudo o que você queria ouvir ... ou não?

terça-feira, outubro 18, 2005

Um regresso esperado

Álbum : Playing the angel

-

Artista\Banda : Depeche Mode

-

Ano : 2005

-

Editora : Sire\Reprise\Mute

-

Aí está o esperado regresso de uma das bandas mais incontornáveis da história do rock\pop electrónico alternativo! Os Depeche Mode apresentam-nos em "Playing the angel", um dos álbuns mais consistentes e sérios da sua já longa carreira!

Não chegando chegando ao nível de antecessores como "Black Celebration", de "Music for the Masses" ou de "Violator", serve pelo menos, para limpar a imagem mais "baladeira" criada nos mais recentes registos (o "Ultra" escapa mais a esse rótulo)! Há um retorno ao seu lado mais electrónico (talvez catapultados pela boa fase que a música electrónica atravessa), mas acaba por ser esse o grande problema deste álbum! Não há muita ousadia, nem muita originalidade, o que significa que não é desta que vão voltar a ocupar o "trono" que já lhes pertenceu, porque entretanto apareceram outros nomes, a fazer mais e melhor (Ladytron, M83, LCD Soundsystem...)! Não perderam a capacidade de apresentar bons ambientes sonoros! O que não recuperaram aparentemente, e esse para mim era o seu ponto mais forte, foi aquela sensualidade dançável a que as suas músicas nos habituaram! A música vai-se arrastando numa cadência mais rude e mais triste do que habitual ver na sua música ("Precious" escapa a esta descrição, sendo o mais lógico single do álbum; "John the revelator", "Suffer well" e "Lillian" fogem a essa toada mais lenta), mostrando um lado da banda ainda não muito revelado!

Que razões para tal mudança? Só eles o podem dizer! Posso dizer é que este álbum mostra vontade da banda em se regenerar e fugir ao marasmo de idéias que os atormentava! Não é um álbum comercial, não tem sequer um single forte, e de certo vai cair rapidamente no esquecimento da maioria; mas é esse despretenciosimo que me faz ter esperança novamente nesta grande banda, e na sua liberdade criativa! Não me parece que haja outra vontade neste álbum senão a vontade de (voltarem a) agradar a eles mesmos! E acho que essa é a única maneira de a sua música continuar a surpreender! E era pena esta banda se deixar arrastar como muitas outras!

Outros álbuns virão para o confirmar (ou não)! Até lá, deixo duas músicas do seu novo álbum para aguçar o apetite a quem quiser!

Download :

Lillian

Suffer Well

Os Depeche Mode irão actuar no nosso país, dia 8 de Fevereiro de 2006 (data única) no Pavilhão Atlântico, no decorrer da sua Touring The Angel 2005/2006. Bilhetes à venda online neste ou naquele link.

-

Abraço!

12 Comments:

Blogger salomé said...

Se calhar há montes de músicas que eu gosto deles e que nem faço a mínima que são mesmo deles... é-me difícil decorar autores, nomes de discos... gosto da música e pronto! Digo isto porque adorava a "enjoy the silence" e não fazia a mínima que se chamava assim nem que era de DM. O teu blog é uma ajuda...

terça-feira, outubro 18, 2005 2:11:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Aqui estou humildemente para a servir senhora...

terça-feira, outubro 18, 2005 2:28:00 da tarde

 
Blogger Isis said...

como te compreendo salomé! gostei da análise à banda1

terça-feira, outubro 18, 2005 4:54:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Oh! Cara Isis! Bem vinda a este meu humilde blog! Espero que me visites mais vezes!

quarta-feira, outubro 19, 2005 12:21:00 da manhã

 
Blogger Fil said...

Tenho de ouvir.
Aqui tirando as grandes cidades è so italianada ... viva a FNAC

quarta-feira, outubro 19, 2005 11:45:00 da manhã

 
Blogger O Puto said...

Porque dizes que há benefícios na "boa fase que a música electrónica atravessa"? A meu ver, a década de 90 foi a década da elecrónica por excelência, tanto a nível artístico como a nível comercial. Hoje em dia também se faz música electrónica com qualidade, mas não vinga em termos de música de massas ou de culto alargado. O pop/rock tem tido, no início do novo século, mais sucesso, e tem absorvido bastante da cultura electrónica (e não só) do passado. Mas isto é apenas a minha humilde opinião. Abraço!

quarta-feira, outubro 19, 2005 2:11:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

O puto! Quando falo de boa fase, digo-o apenas num aspecto qualitativo! E mesmo assim, não concordo com o que dizes! Até acho que nos 80 havia público, e nesta meia década mais qualidade! Quer o música electrónica mais pura, quer em fusão com outros estilos! Acho que não compreendeste onde eu queria chegar! Eu falei que atravessa uma boa fase! Se houve melhores, ou se outros estilos cativam mais, para o meu comentário, é irrelevante! E não percebi a primeira pergunta! Eu não falei em benefícios nenhuns! Apenas disse que a boa fase da música electrónica, pode ter estimulado o grupo, a fazer um albúm mais electrónico! Foi só isso!

quarta-feira, outubro 19, 2005 4:12:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Ó Fil! Trás-me um cd da Laura Pausini...
Autografado se conseguires! :p

quarta-feira, outubro 19, 2005 7:07:00 da tarde

 
Blogger O Puto said...

Não negligenciar esse mestre que é o Eros Ramazotti.

quinta-feira, outubro 20, 2005 12:04:00 da tarde

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

É verdade! O grande Eros! Lembrei-me também do Nek (ou Nec)! O gajo do Laura no ché (clara alusão ao líder da revolução cubana)!

sexta-feira, outubro 21, 2005 4:51:00 da manhã

 
Blogger Fil said...

telefonei a Laura por causa do autografo, mas a senhora nao esta em Milao ...
Acho que vai ter de ficar para a proxima ;P

sexta-feira, outubro 21, 2005 9:46:00 da manhã

 
Blogger The Boy with the thorn in his side said...

Oh... E agora?

sexta-feira, outubro 21, 2005 4:06:00 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home